Bandeiras dos Palop

Bandeiras dos Palop

Confeitaria Colombo do Rio. A história do seu fundador.

Manuel José Lebrão
Manoel José Lebrão, nasceu na freguesia de Sopo, no concelho de Vila Nova de Cerveira, Portugal e emigrou para o Brasil, tinha cerca de 13 anos de idade.
Escolhendo o Rio de Janeiro para início de vida, começou como aprendiz de confeitaria, onde esteve durante dez anos. Posteriormente, tentou outros negócios, mas as coisas não corriam bem.

Mais tarde, conheceu aquele que viria a ser o seu sócio capitalista, Joaquim Borges de Meirelles e, juntos, decidiram abrir a Confeitaria Colombo, em 1894 e tudo correu ás mil maravilhas porque, os fieis frequentadores da então muito conhecida Confeitaria Pascoal, na Rua do Ouvidor, se haviam zangado com o patrão e passaram para a Colombo, onde Lebrão os atendia com toda a cortesia.

 Depois, entre 1912 e 1918, foram feitas grandes obras de remodelação e, em 1922, procedeu-se à sua ampliação com a construção de um segundo andar, com um salão de chá. Paralelamente, eram importados os melhores produtos alimentares da Europa. Lebrão, queria uma verdadeira confeitaria à francesa.

Confeitaria Colombo, uma beleza do Brasil


De férias com a família no Rio de Janeiro, há uns tempos atrás, fui convidado por dois amigos brasileiros, para ir lanchar à Confeitaria Colombo, na baixa. Mal imaginava, o que iria encontrar pela frente.